domingo, 3 de julho de 2011

O papel da sociedade nos games.

Olá, povo internético!
Quem vos fala é a mais nova integrante desse blog maravilha, call me Pris. =) Começando com o pé direito, vamos ao assunto que é o que importa!


SOCIEDADE & GAMES

Aparentemente, todos já observamos ou já pensamos a respeito disso jogando qualquer tipo de game on line com outras pessoas: -Poxa, esse game é cheio de grupinhos. Tsc.-

É, fora da nossa sociedade (a vida real), também nos relacionamos com um outro tipo de sociedade in game, que é uma extenção da sociedade da vida real para o meio virtual. Claro que é só um fragmento da sociedade da vida cotidiana, mas é uma espécie de sociedade "tribal", e são tantos grupinhos in game que parecem um "reflexo" da realidade.

Vamos focar nos games, só pra lembrar, porque é diferente de um segmento como as mídias sociais, lá a gente faz amizade com pessoas do mundo todo, né? Nos games é mais limitado, apesar de também existir servidores variados com pessoas de diferentes nacionalidades. O caso é que, até mesmo nos jogos existe segmentos; tribos; e todo tipo de grupo de pessoas que se reunem por serem parecidas. Isso é interessante de se analisar, pois assim como a sociedade real, elas também têm desejos e necessidades, tais como: ser pop in game, ter equipes +10, se juntar com outras pessoas para jogar com mais diversão, arranjar namoradas (LOL), casar in game (LOL²), enfim... A gente podia botar a piramide de maslow aqui e analisar a sociedade in game! xD

Porque como todo mundo sabe, nós seres humanos, temos essa tendência a nos sentir inseridos dentro de algum grupo, creio que isso é até uma necessidade, já que somos seres que precisamos do contato social, né? Ninguém nasceu pra viver em uma ilha! (só robinson crusoe, mas, xá pra lá... '-') Essas necessidades são saciadas, digamos assim, pelo consumo do jogo (ou de pessoas lá dentro /modopervaon).

Recentemente, o curso de inglês Ibeu fez algumas pesquisas voltadas pro público juvenil (que é o seu forte), e fez alguns eventos dentro do Ragnarök (vide site necropole comercial). Cá entre nós, muitas pessoas fizeram a quest, mas ainda achei muito complicada porque não é todo mundo que tem grana in game pra fazê-la, principalmente falando do público desse jogo, onde a maioria são crianças que acabaram de criar seus personagens. Lembrando que estou focando agora para o Rag, pois esse foi o primeiro jogo que vi um tipo de publicidade mais sofisticada in game.

Foto do evento:

Veja claramente, ou meio fosco, mais ainda claro o cartão Ibeu, ta nananaaa! \o/
(tá piada fail, you found ocarina, xá pra la...)


Publicidade in game, quem diria! Tudo isso por conta dos diversos "grupinhos" que as empresas começaram a notar nos games. De fato, é um lado mais interno da sociedade onde se gasta rios de dinheiro, afinal, é um tipo de vício, né? E como eu dizia lá em cima, há diversos tipos de grupos para se satisfazer as necessidades in game.

E assim como existem grupinhos em diversos tipos de lugares, por exemplo, uma universidade de música (alguém aí já vivenciou isso?), onde existem aqueles famosos "grupo estrelinha" que sinceramente, me faz meter o dedo na goela. Esse grupo é feito por pessoas do tipo que se acham as fodonas, as melhores, geralmente por pessoas que não tem humildade, certo? Nos games é igual. Principalmente falando sobre aqueles que se acham tão fodas in game, que acham que podem conseguir qualquer mulher, e vice e versa, até porque já vi muita mulher in game indo ao "ataque". /fear......

Foto de uma pessoa pertencente a um segmento in game:
Ragnarök detected. Segmento dos chamados "tiozões", sem ofensas é claro. o/

Focando nessas pessoinhas que aumentam seu ego(?) com um jogo. Algumas se sentem as gostosonas só porque o "char" delas é o mais fodástico, com equipes transcendentais +15, que ninguém invade o castle deles, que pegam todas as virgenzinhas (ou não, muito pelo contrário) do server... Putz, velho, pensa e analisa a situação cá comigo: Essa pessoa se gaba por um personagem que não existe na vida real.


SE GABA POR ALGO QUE NÃO ECXISTE. '-' /padrequevedomodeon

Pra mim, na boa, o jogo passa de uma diversão e entretenimento para uma forma demoníaca de suprir problemas mal resolvidos exteriormente, fazendo a pessoa se apoiar em alguma coisa real ou não, para que ela se veja como alguem "feliz" inserido na sociedade, e assim possa fazer parte dessa sociedade.

Enfim... :B~

Não é possível que todo mundo que sempre jogou jogos mmorpg on line e suas variações, nunca repararam nesse aumento de natalidade in game, porque daqui a pouco teremos CENSO do IBGE in game (bro ragnarök THOR que o diga, cada vez mais lag por conta dessa nova população). É uma sociedade que cresce a cada dia, mais e mais e mais...

Mas, o que eu quero realmente dizer é: existe um sociedade dentro da própria sociedade. Muitas empresas deveriam analisar esse tipo de sociedade in game, se quisessem focar em merchan ou promoção de vendas, ou qualquer tipo de fixação de alguma marca ou produto (ou se aproveitar do vício desses probres coitados e arrancar dinheiro deles muahahahaha...).

A própria coca-cola começou seus comerciais e publicidade nos cinemas, que é um público alvo específico, pois as pessoas que gostam de ir aos cinemas são as que mais consomem refrigerantes, mas isso é papo para outro post, hehe. =P

5 comentários:

  1. Irasshai Tsu-chan,soh tava faltando c na nossa panelinha ^^

    ResponderExcluir
  2. Pooooo, caldeirão me lembra comida, tô com fome. hehehhe
    É isso aê, é nozes! =B

    ResponderExcluir
  3. Nozes são para os esquilos /trollface

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.